Home Conteúdo GN Jogos indies de Nintendo Switch que valem a pena serem jogados!

[TOP 10] Jogos indies de Nintendo Switch que valem a pena serem jogados!

Jogos independentes estão entrando cada vez mais no gosto popular dos jogadores…

De uns tempos pra cá, a popularidade dos jogos indies tem aumentado bastante e mais e mais games no estilo vem surgindo com o passar dos anos. Ainda mais agora, com o Nintendo Switch provando essa geração ser a verdeira “casa dos jogos indies”, trazendo diversos jogos nesse estilo em sua biblioteca na eShop.

O console híbrido da Nintendo deu espaço para games muitas vezes criados por estúdios pequenos e desenvolvedores iniciantes, tentarem a sorte no mercado e a partir daí, vários jogos interessantes acabaram ganhando o seu devido reconhecimento. E olha, tem muito jogo bom dando sopa por aí…

Então nós aqui do GN montamos uma lista com alguns games independentes que são de fato essenciais pra quem tem um Nintendo Switch em casa.

Confira abaixo o nosso TOP 10:


10 – Golf Story

Golf Story é um RPG estilo 16-bit com todo aquele charme e irreverência dos clássicos da época, mas seguindo a mesma linha dos bons indies saudosistas dos últimos anos. Com inspirações óbvias nos fantásticos RPGs de esporte de antigamente, o game homenageia jogos do Game Boy Color do fim da década 90, como Mario Tennis e Mario Golf.

O jogo combina o Golf com uma envolvente história em RPG que acontece ao longo de oito locais diferentes. Você vive um jogador que é forçado a desistir de tudo que é importante para ele, para seguir seu sonho de jogar Golf. Sendo assim, para derrotar seus oponentes, você terá que de se manter no nível deles dentro e fora do campo, passando por mundos cheios de mistérios e partidas desafiadoras.


9 – Enter the Gungeon

Enter the Gungeon é um jogo de exploração de masmorra estilo “chuva de balas” que acompanha um bando de desajustados que vão atirar, saquear, desviar e arrasar tudo pelo caminho em busca da redenção usando o maior tesouro do Balabirinto, a arma que pode matar o passado.

Escolha um herói (ou jogue em equipe no modo cooperativo) e batalhe para chegar ao fim do Balabirinto sobrevivendo a uma série de andares cada vez mais desafiadores, habitados pelos perigosamente fofos Zumbalas e temíveis chefes armados até os dentes. Colete saques preciosos, descubra segredos ocultos e converse com comerciantes e vendedores oportunistas para comprar itens poderosos e ter vantagem.


8 – Dead Cells

Dead Cells tem um dos gráficos em pixel art mais impressionantes de todos os tempos. Personagens grandiosos, movimentos fluidos que misturam 2D com 3D e efeitos de iluminação bárbaros compõem cenários de cair o queixo. Fases interconectadas e o desbloqueio progressivo do mapa incentivam a exploração do jogo.

Não só isso, a jogabilidade que mistura Roguelite e MetroidVania criando um novo gênero (o Roguevania) consegue ser inovadora em um meio que está mais saturado a cada dia. Tudo isso se torna ainda mais impressionante quando descobrimos que esse é o primeiro game da Motion Twin, desenvolvedora do jogo, que nunca havia lançado um jogo comercial antes.


7 – Katana ZERO

Katana ZERO é um estiloso jogo de plataforma e ação neo-noir em uma velocidade eletrizante e combates com morte instantânea. Nele você pode atacar, correr e manipular o tempo para desvendar o passado do protagonista em meio a acrobacias espetacularmente brutais.

Uma história enigmática contada por meio de sequências cinemáticas que se entrelaçam à ação do jogo e se desdobram em uma conclusão inesperada. Cada fase foi especialmente criada para possibilitar incontáveis métodos de conclusão. Derrote os adversários de forma criativa, usando abordagens espontâneas para eliminá-los como você achar melhor.


6 – Stardew Valley

Para quem cresceu jogando os games da franquia Harvest Moon, experimentar Stardew Valley será algo bem nostálgico. Você herdou a antiga fazenda do seu avô e com ferramentas de segunda-mão e algumas moedas, você parte para dar início a sua nova vida. Será preciso então aprender a viver da terra e transformar esse vasto matagal em um próspero lar.

O jogo foi desenvolvido por uma única pessoa ao longo de muitos anos, que o torna ainda mais impressionante se considerarmos o nível de detalhe e qualidade do título. Além de uma jogabilidade viciante, o jogo oferece um mundo completo cheio de carisma, onde não só cada pessoa, como cada animal e cada pedaço do mapa possui uma personalidade única e memorável graças a uma direção de arte impecável.


5 – Shovel Knight: Treasure Trove

Shovel Knight: Treasure Trove é a coleção de Shovel Knight, com todos os 5 jogos da saga. Os games de aventura e ação são bem bacanas, trazendo uma jogabilidade incrível, personagens memoráveis e estética retrô de 8-bits. Com certeza, uma ótima adição a sua biblioteca de games do Switch.

Na pele de Shovel Knight, portador da Lâmina-pá, você precisa derrotar os abomináveis cavaleiros da Ordem Inclemente e confrontar sua líder ameaçadora, A Feiticeira. Além disso, a coleção ainda conta com uma campanha cooperativa chamada Shovel of Hope, onde você pode jogar com um amigo e testar sua coragem em modos de desafio repletos de recursos.


4 – Overcooked (1 & 2)

Para quem gosta de jogos multiplayer com bastante desafio, tanto o primeiro Overcooked, quanto sua sequência, são uma excelente dica. Nele, você e um amigo controlam dois cozinheiros que precisam trabalhar em equipe para preparar diversas refeições e entregá-las a clientes cada vez menos “pacientes”, tudo no menor tempo possível.

Apesar de começar de maneira simples, o game vai adicionando durante cada fase cada vez mais obstáculos e dificuldades, que precisam ser contornadas em questão de segundos. E ai meu amigo, o caos reina na cozinha. Vista seu avental, monte sua equipe de chefs e visite o Reino da Cebola (mais de uma vez) para uma experiência cooperativa super divertida.


3 – Hollow Knight

No terceiro lugar da nossa lista, temos Hollow Knight, que é uma aventura de ação clássica em estilo 2D por um vasto mundo interligado e com cenários incrivelmente fantásticos. O título traz um pequeno cavaleiro em uma jornada para selar uma infecção maléfica capaz de destruir todo o seu mundo e ele é o único que pode salvá-lo.

Aqui você explora cavernas, cidades antigas e ermos mortais, enfrentando criaturas malignas e solucionando mistérios antigos abaixo da cidade moribunda de Dirtmouth, no centro de um reino antigo e arruinado. O gameplay é profundo e garante horas de exploração e muitas mortes até conseguir vencer seus oponentes (ao melhor estilo Dark Souls).


2 – Cuphead

Já o segundo lugar ficou com Cuphead, um dos melhores jogos indies lançados até hoje. O game que ganhou fama justamente pelos gráficos que referenciam as clássicas animações dos Anos 30, te conquista pelo carisma gigantesco dos seus cenários e personagens, mas te prende na dificuldade.

Você precisa ajudar Cuphead & Mugman a atravessar mundos estranhos, enfrentar chefões pirados e conseguir moedas para adquirir novos poderes, tudo isso enquanto tenta pagar a dívida que eles acabaram fazendo num jogo de azar com o Diabo. Sim, isso mesmo que você ouviu, o capiroto em pessoa é o vilão desse jogo (haha).

Cuphead é extremamente desafiador, lembrando run and guns como Metal Slug, mas que não te deixa desistir já que traz todo um charme das animações antigas da Disney, com destaque para desenhos feitos à mão, fundos em aquarela e gravações originais de jazz. Uma obra prima dos jogos indies, com certeza.


1 – Celeste

Por fim, temos Celeste em nossa primeira posição, um dos jogos mais falados de 2018, sendo inclusive indicado a categoria de melhor jogo do ano no The Game Awards.

No jogo controlamos a personagem Madeline, uma jovem determinada a escalar uma montanha nevada. Uma premissa básica, mas que se revela muito mais profunda. Isso porquê essa é uma jornada de aceitação e crescimento, cheia de metáforas que retratam de forma delicada temas como ansiedade, autoestima e depressão. Uma baita experiência…

Tudo isso retratado através dos desafios que encaramos no gameplay. Para subir até o topo da Montanha Celeste, você precisa ajudar Madeline a enfrentar seus demônios internos em sua jornada. Com mais de 700 telas de desafios de plataforma exigentes e segredos ardilosos, o game tem a proeza de contar uma história intimista aliada a mecânicas extremamente refinadas para qualquer jogo de plataforma.


Eai, gostou da nossa lista? Qual desses jogos você ficou mais afim de jogar? Deixe sua opinião nos comentários…

Luiz Vasconcelos
Made by Gamers!
- Publicidade -
- Publicidade -

REVIEWS

- Publicidade -

PITACOS

- Publicidade -

LISTAS

- Publicidade -

EVENTOS

- Publicidade -