Testamos o nostálgico “Dragon Ball Z: Kakarot” e o exclusivo “Bleeding Edge” durante a BGS 2019!

Compartilhe isso:

Uma das coisas mais legais dessa Brasil Game Show 2019 é ter a oportunidade de testar jogos que ainda nem chegaram as lojas.

Durante nossa caminhada pelo stand da Xbox na feira, podemos conferir um pouco dos novos Dragon Ball Z: KakarotBleeding Edge, que estavam disponíveis para os jogadores através de suas demos. E é claro que não podíamos deixar de fazer nossa análise do que foi apresentado… confira abaixo o que achamos dos novos jogos!


Dragon Ball Z: Kakarot

Dragon Ball Z: Kakarot  sem dúvida resgata toda a nostalgia daqueles que acompanharam o anime de Akira Toriyama desde sempre. O game percorrerá todas as grandes sagas do clássico anime e nesse primeiro momento vimos um pouco da “Saga dos Saiyajins”, com a batalha eletrizante entre Goku e Piccolo versus o invasor Raditz.

A demo disponível na BGS apresentava justamente o percurso que Goku e a sua nuvem voadora fazem até chegar ao local onde seu irmão malvado está, explorando o mapa do jogo e enfrentando alguns adversários pelo caminho. Os traços do jogo estão simplesmente sensacionais e lembram muito a animação japonesa, principalmente durante as cutscenes.

Partindo pra jogabilidade, o game conta com diversos golpes e ataques diferentes usados durante as lutas, com uma gameplay bem estilo jogo de anime mesmo. A animação dos ataques também está animal, trazendo toda a magia das lutas de Dragon Ball Z, que as vezes dá vontade de largar o controle e ficar apenas assistindo.

A única coisa que não curti muito foi a movimentação no mapa, já que a Nuvem Voadora era um pouco “lenta”. Já a movimentação voando durante a batalha era bem fluída e fácil de controlar. Mas nada que influenciasse tanto a experiência do jogo, que está realmente demais e com certeza entrará para a minha coleção logo, logo.

Dragon Ball Z: Kakarot chega as lojas no dia 16 de Janeiro de 2020 para o PlayStation 4, Xbox One e PC.


Bleeding Edge

Bleeding Edge ganhou um destaque especial no stand, justamente por ser um jogo exclusivo da Microsoft. O game segue a pegada dos grandes jogos multiplayer atuais, como Overwatch e APEX Legends, trazendo personagens super estilizados para um combate de equipes.

O game desenvolvido pela Ninja Theory, mesmo estúdio responsável por DmC: Devil May Cry e Hellblade: Senua’s Sacrifice, é uma aposta da Microsoft para atrair os jogadores nessa sua nova fase de exclusivos. O game é um team brawler rápido e frenético em que cada lutador vem mecanicamente reforçado para a disputa, com partidas PvP 4v4, com oito jogadores divididos em dois times diferentes.

São 12 personagens pra escolher e cada um possui uma modalidade de batalha específica, além de serem divididos em três categorias: Assassin (personagens rápidos e com mais poder de fogo), Support (que auxiliam os outros personagens durante o combate) e Heavy (os famosos tankers). Durante a jogatina, testamos alguns desses personagens e gostamos muito da jogabilidade do game, principalmente da ação dinâmica em terceira pessoa.

Os gráficos de Bleeding Edge também são super legais, possuindo um visual futurista e que agrada bastante com a sua gama de cores. As fases são bem extensas e possuem diversos perigos como cercas elétricas e linhas de trem, que podem ser usados ao seu favor durante os combates. Já fico na expectativa do lançamento do game na Xbox Game Pass pra começar a disputa com o pessoal aqui do site.

Bleeding Edge chegará em breve com exclusividade para Xbox One PC.


No mais, é isso aí galera. Fique ligado no Game Notícia para saber nossas impressões sobre os outros jogos que testamos na BGS 2019!

Outras Notícias: